Mais feliz !

Publiquei aqui diversos posts sobre a felicidade. Volto a falar sobre isso.
Conforme o explanado no filme “o Código de Matrix”  de Mike Dooley e muito bem explicado na palestra proferida por Aldo Novak sobre esse assunto, a felicidade é um sentimento autonomo.

Isto quer dizer que temos controle sobre esse sentimento.
Que não devemos depender de nada ou ninguém para conquistá-la.
Cabe aqui esclarecer que felicidade é diferente de alegria, assim como infelicidade é diferente de tristeza. Podemos estar feliz e termos momentos triste e vice-versa.
A felicidade é um estado interno, um luz interior, uma maneira de se  conectar com o mundo a sua volta. Isso requer vigília e treinamento.
Vigiar seus sentimentos e emoções, procurar elementos que te tragam essa felicidade interior, buscar recursos que te façam se amar mais e descobrir suas maiores capacidades.
Principalmente deixar as mágoas para trás, perdoar e agradecer a tudo e a todos.

Deixo abaixo um singelo poema, sobre como podemos facilmente afastar a tristeza e reencontrar essa felicidade interior.
Lembre-se, tudo está dentro de nossa mente e de nosso coração.

 

Faça o seguinte: …assopre o pensamento triste, 
deixe escorrer a última lágrima,
conte até vinte.

Abra a janela,
aquela que dá para o vôo dos pardais,
procure a luz que pisca  lá na frente  (evite as sombras que ficaram lá pra trás).

Ao encontrá-la,
coloque-a dentro do peito de tal jeito,
que possa ser notada do lado de fora;
acrescente agora uma pitada de poesia,
do tipo que passa por nós todos os dias
e nem sequer consegue ser notada.
aumente o brilho,
com toda a intensidadede que um sorriso é capaz.

A felicidade é o seu limite e o paraíso é você mesmo quem faz!
(Autor: desconhecido)