3 pontos principais para você se respeitar se amar mais

Que tipo de pensamentos  você nutre em seu dia a dia?

Que histórias você se auto conta?

Uma das maiores dificuldades encontradas por pessoas que querem mais da vida é se verem como são.

Talvez você já esteja imediatamente pensando: Pronto, ela vai criticar isso e aquilo….
Pois é, que mania em ver apenas os aspectos negativos, de se auto enfraquecer, se auto condenar.

A vida é complexa e será muito melhor se você entender que pode lidar melhor com os desafios se puder lidar melhor consigo mesmo.

Existem 3 aspectos fundamentais a serem observados.

1.  Autoestima:

amorO quanto você se ama incondicionalmente?
O quanto você se perdoa por seus erros, afinal, é através deles que você aprende?
Pergunte o que você pode aprender com isso, respire fundo e siga em frente.
O quanto você é justo consigo mesmo? Muitas vezes somos nossos piores carrascos, nos colocamos ao mesmo tempo em posição de algoz e vítima. Tenha compaixão e perdoe seus erros, isso irá fortalecê-lo.
Olhe no espelho, sorria para si mesmo, e diga “me amo e me aceito como sou” até que você acredite.

2. Pensamentos e sentimentos destrutivos:

O que você pensa e sente no dia a dia te fortalece ou te coloca no chão?pensamentosesentimentos
Esse é o melhor e maior treino que você pode fazer por si mesmo.
Observe o que você pensa e o que você sente e pergunte-se o que realmente está acontecendo nesse momento? Nesse segundo? Está tudo bem agora? Qual sua intenção interna quando se permite criar e recriar pensamentos e sentimentos enfraquecedores?
Mesmo que esteja num momento onde não vê muita saída, pergunte-se: o que de pior pode acontecer? E o que de melhor? O que pode fazer para favorecer que o melhor aconteça?
E quanto aos seus sentimentos, pergunte-se: “O que você está realmente sentindo neste momento?” após reconhecer, acolha, não brigue com os seus sentimentos, para que possa ter uma relação honesta consigo mesmo.

Para lidar tanto com sentimentos como com pensamentos negativos:
Agradeça a essa parte sua que quer te alertar ou te proteger de algo, que quer promover uma mudança, um chamado para agir em prol de melhoria de algum aspecto de sua vida.
Pergunte a essa parte sua que te traz esses sentimentos e pensamentos: o que ela quer de bom para você? Não existem pensamentos e sentimentos errados, eles querem te contar algo, ouça o que seu interior quer de bom com isso.
E imediatamente perceba como isso pode ficar ainda melhor, o que você quer? Como você quer se sentir? E como ir na direção do que você quer? Seu estado emocional e seus pensamentos podem mudar em segundos. Treine. Busque e vá na direção do que te faz bem, vigie seus pensamentos e sentimentos e melhore-os gradativamente. Sua vida pra melhor.

3. Autoconfiança:

O quanto você confia em si mesmo?

Vamos avaliar melhor :

cropped-capa13.jpgRecursos e talentos: Faça uma lista com seus recursos internos e talentos. No que você sabe que é bom? O que você  faz bem? O que simplesmente flue?

Qualidade e valores: Quais comportamentos bons são naturais em você? Quais qualidades e valores pessoais você tem? Quais características de sua personalidade são ótimas? Sim, valorize-se.

Seja honesto com você, estou certa que encontrará muitos pontos positivos. E se encontrar algo que ainda não lhe agrada, decida melhorar esse aspecto.

Conhecimentos e técnicas:  Separe seus conhecimentos em :
A- Aquilo que você sabe mesmo e tem certeza que sabe. (crie mind maps ou resumos sobre isso)

B – Aquilo que você sabe, e as vezes acha que não sabe ainda. Estude, sedimente até que esses temas virem um item A

C- Aquilo que você ainda pensa que não sabe. Liste o que é importante para você saber e procure por informações ,cursos, blogs, livros.

Lembre-se foque primeiro em A – isso te trará confiança. Depois priorize B, é melhor ter certeza de menos ou duvida sobre mais assuntos. Deixe o C por último , a não ser que tenha um assunto que você precise saber agora.

Ame-se , conheça-se e seja muito mais forte e feliz.

Anúncios

Seguindo a lenda pessoal

Republico aqui artigo escrito por Paulo Coelho para a Academia Brasileira de Letras.

pessoal2Existe uma tendência a achar que quanto mais se trabalha, e se exige de si mesmo mais rápido encontraremos nosso sucesso e nossa felicidade. Eu pessoalmente não acredito nisso.  Muitas vezes o profissional está se exaurindo por algo que ele nem sequer acredita. Se desgasta e passa anos até perceber que apesar de ter alcançado um patamar alto profissional, não era nada disso o que queria ter feito com sua vida.

Apenas com autoconhecimento, autoestima, autorespeito somos capazes de encontrar o nosso caminho.

Esse texto de Paulo Coelho fala um pouco de um processo interno de descoberta.

“Quando Joseph Campbell, o mais conhecido estudioso de mitologia de nosso tempo (e autor, entre outros livros, do excelente O poder do mito) criou a expressão ´siga sua benção` ele estava refletindo uma ideia cujo momento parece ter chegado. Em O alquimista, esta mesma ideia está sob o nome de lenda pessoal.

Alan Cohen, um terapeuta que vive no Havaí, também trabalha sobre o tema. Ele conta que, nas suas conferências, pergunta quem está insatisfeito com o seu trabalho; 75% da audiência levanta a mão. Cohen criou um sistema de doze passos, para ajudar o reencontro com sua ´benção` (ele segue a escola de Campbell):

1) Diga a verdade para você mesmo: divida uma folha de papel em duas colunas, e escreva do lado esquerdo tudo que adoraria fazer. Depois, escreva do lado direito tudo que está fazendo sem entusiasmo. Escreva como se ninguém fosse ler o que está ali, não censure nem julgue suas respostas.

2) Comece devagar, mas comece: chame o agente de viagens, procure algo que se encaixe no seu orçamento; vá assistir ao filme que está adiando; compre o livro que desejava. Seja generoso com você mesmo, e verá que mesmo estes pequenos passos lhe farão sentir mais vivo.

3) Vá parando devagar, mas pare: há coisas que tiram por completo sua energia. Você precisa mesmo ir a tal reunião do comitê? Precisa ajudar quem não quer ser ajudado? Seu chefe tem o direito de exigir que, além do trabalho, você tenha que estar nas mesmas festas que ele? Ao parar de fazer o que não lhepessoalinteressa, vai notar que você estava se exigindo mais que os outros realmente pediam.

4) Descubra seus pequenos talentos: o que os amigos dizem que você faz bem? O que você faz com vontade, mesmo que não seja perfeito na sua execução? Estes pequenos talentos são mensagens escondidas de seus grandes talentos ocultos.

5) Comece a escolher: se algo lhe dá prazer, não hesite. Se você está em dúvida, feche os olhos, imagine que tomou a decisão A, e veja tudo que ela acarretará. Faça o mesmo com a decisão B. A decisão que lhe fizer sentir mais conectado com a vida, é a decisão certa – mesmo que não seja a mais fácil.

6) Não baseie suas decisões em ganhos financeiros: eles virão, se você realmente fizer algo com entusiasmo. O mesmo vaso, feito por um oleiro que adora o que faz, ou por um homem que detesta seu ofício, tem uma alma. Ele será rapidamente vendido (no primeiro caso) ou ficará encalhado (no segundo caso).

7) Siga sua intuição: o trabalho mais interessante é aquele que você se permite ser criativo. Eistein dizia: ´eu não cheguei à minha compreensão do Universo usando apenas a matemática`. Descartes, o pai da lógica, desenvolveu seu método baseado em um sonho que teve.

8) Não tenha medo de mudar de ideia: se você deixou uma decisão de lado, e ela o incomoda, repense o que escolheu. Não lute contra aquilo que lhe dá prazer.

9) Saiba descansar: um dia por semana sem pensar no trabalho, termina permitindo que o subconsciente o ajude, e muitos (mas não todos) problemas se solucionam sem ajuda da razão.

10) Deixe que as coisas mostrem o caminho mais alegre: se você está lutando demais por algo, e não tem resultados, seja mais flexível e se entregue aos caminhos que a vida mostra. Isso não significa renunciar a luta, ter preguiça, ou deixar as coisas nas mãos dos outros – significa entender que o trabalho com amor nos dá forças, jamais desespero.

11) Leia os sinais: é uma linguagem individual, unida a intuição, que aparece nos momentos certos. Mesmo que os sinais indiquem uma direção oposta àquela que você planejou, siga-os. Às vezes você vai errar, mas é a única maneira de aprender esta nova linguagem.

12) Finalmente, arrisque! Os homens que mudaram o mundo começaram seus caminhos através de um ato de fé. Acredite na força dos seus sonhos; Deus é justo, e não colocaria em seu coração um desejo impossível de ser realizado.”

Fontes: http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=11262&sid=772
 Diário de Pernambuco, 14/3/2011

 

Autoestima

autoestimaAs vezes, por circunstâncias da vida, passamos a sentir culpa, a nos sentirmos menores, a nos depreciar, e isso vai corrompendo nossa autoestima. Isso decorre por falta de entendimento de:

– nem sempre tudo que dizem para nós é verdadeiro e deve ser ouvido

– não existe erro, todo aprendizado passa por momentos de dificuldade e superação  então não se menospreze, aprenda e siga em frente.

Deixo aqui uma reprogramação mental para que você recupere sua autoestima

saude e sucesso

 

Por que o coaching funciona?

Deixo abaixo uma pesquisa realizada pelo ICF – International Coaching Federation, sobre resultados do processo de coaching.

PORQUE O COACHING FUNCIONA

 

 

Conversar consigo – Autoestima

O ponto inicial de qualquer conquista consiste em desenvolver uma boa autoestima e em reconhecer seus recursos internos.

Deixo aqui um pequeno exercício para construir uma autoestima melhor.