Almas perfumadas

Nós recebemos do mundo aquilo que damos ao mundo.

Em todos os aspectos isso é fácil de ser comprovado.

Por isso devemos escolher conscientemente em quem queremos nos tornar, quais nossos valores, nossas atitudes, comportamentos e ações. Ser melhor a cada dia.

Inspirado nisso, coloco aqui um lindo poema  Almas Perfumadas, na sua forma escrita e em formato de video. Usufruam e… Escolham que tipo de perfume querem exalar ao mundo.

Almas Perfumadas – Ana Cláudia Saldanha Jácomo

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.
De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente 
no balanço de uma rede que dança gostoso 
numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente 
comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete.
Melando os dedos com algodão doce 
da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro.
E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, 
mas que a gente desaprende de ver.


Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe 
que os anjos existem e que alguns são invisíveis.
Ao lado delas, a gente se sente 
chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo.
Sonhando a maior tolice do mundo 
com o gozo de quem não liga pra isso.
Ao lado delas, pode ser abril, 
mas parece manhã de Natal 
do tempo em que a gente acordava e encontrava 
o presente do Papai Noel.


Tem gente que tem cheiro das estrelas 
que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos 
acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha 
que o amor é possível, a gente tem certeza.
Ao lado delas, a gente se sente visitando 
um lugar feito de alegria.
Recebendo um buquê de carinhos.
Abraçando um filhote de urso panda.
Tocando com os olhos os olhos da paz.
Ao lado delas, saboreamos a delícia 
do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.


Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa.
Do brinquedo que a gente não largava.
Do acalanto que o silêncio canta.
De passeio no jardim.
Ao lado delas, a gente percebe 
que a sensualidade é um perfume
que vem de dentro e que a atração 
que realmente nos move não passa só pelo corpo.
Corre em outras veias.
Pulsa em outro lugar.
Ao lado delas, a gente lembra 
que no instante em que rimos Deus está conosco, 
juntinho ao nosso lado.
E a gente ri grande que nem menino arteiro.


Tem gente como você que nem percebe 
como tem a alma Perfumada!
E que esse perfume é dom de Deus.

Por toda internet consta que esse texto é de Carlos Drummond de Andrade, no entanto por informação de um leitor que foi devidamente checada, descobri que a verdadeira autora é Ana Cláudia Saldanha Jácomo no projeto Releituras, por favor se alguém tiver uma comprovação sobre a real autoria, por favor me envie. Grata


Cético ou Lúcido!!!

Recebi hoje de uma amiga, via facebook uma pequena história que quero duplicar aqui.
Mostra bem como nosso entendimento depende diretamente de nossa percepção  e que, não temos como ver toda a realidade que está ao nosso redor.

No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês.
O primeiro pergunta ao outro:

Você acredita na vida após o nascimento?

– Certamente. Algo tem de haver após o nascimento. Talvez estejamos
aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que
seremos mais tarde.

– Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?

– Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui.
Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.

– Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É
totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente
uma

coisa: A vida após o nascimento está excluída – o cordão umbilical é
muito curto.

– Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco
diferente do que estamos habituados a ter aqui.

– Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas
encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a
angústia prolongada na escuridão.

– Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com
certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

– Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?

– Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem
ela tudo isso não existiria.

– Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não
existe nenhuma.

– Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la
cantando, ou sente, como ela afaga nosso mundo. Saiba, eu penso que só
então a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando
para ela…
.
(Desconheço Autoria)

Você se sente diferente? deslocado? Acha que está no mundo errado?

Voce se sente diferente?  deslocado? Acha que está no mundo errado?
Que pensa de uma forma diferente de todo o resto?

As pessoas ao redor te criticam por isso?

Pois saiba,.. você é o novo, o que está por vir, o que está para mudar, o que traz evolução.

Aceite-se, descubra seus dons,talentos, capacidades, habilidades e vá em frente.

Conquiste o que acredita ser a sua verdade de acordo com seus valores pessoais, realize.

Sim, uma pessoa pode mudar o mundo. Corrigir o caminho.

Abaixo tem um incrível filme sobre esse assunto – The Wayseer Manifesto – Visionários do Caminho

Um processo de coaching pode libertá-lo para a realização de seu próprio caminho.