Te Desejo Vida

Como mensagem para o Ano Novo coloco aqui a deliciosa música de Flavia Wenceslau – Te desejo Vida

vidaEu te desejo vida, longa vida
Te desejo a sorte de tudo que é bom
De toda alegria, ter a companhia
Colorindo a estrada em seu mais belo tom

Eu te desejo a chuva na varanda
Molhando a roseira pra desabrochar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar

Eu te desejo a paz de uma andorinha
No voo perfeito contemplando o mar
E que a fé movedora de qualquer montanha
Te renove sempre e te faça sonhar

Mas se vier as horas de melancolia
Que a lua tão meiga venha te afagar
E que a mais doce estrela seja tua guia
Como mãe singela a te orientar

Eu te desejo mais que mil amigos
A poesia que todo poeta esperou
Coração de menino cheio de esperança
Voz de pai amigo e olhar de avô

Eu te desejo muito mais que mil amigos
A poesia que todo poeta esperou
Coração de menino cheio de esperança
Voz de pai amigo e olhar de avô

Anúncios

Você não está na Matrix é a Matrix que está em você

MAtrixRepublico aqui o texto do Prof. Horácio Frazão sobre o que é Matrix.

“Você não está na Matrix é a Matrix que está em você.

Matrix é um sistema de crenças, condicionamentos e programas mentais ativos.
Infelizmente este sistema está bem ativo na grande maioria.

Você não sai da Matrix é ela que precisa sair de você, a partir de um intenso processo de desidentificação.

Ela estando ativa, você estará preso em padrões de pensamentos e emoções que o fazem retroalimentar situações dramáticas em sua cabeça sobre como será o seu futuro e, como consequência, você irá se repetir enquanto indivíduo e a sua realidade será re-editada “n” vezes repetindo o seu passado.

A maioria das pessoas divide 90% da sua atenção para combater o que se passa em suas cabeças, reforçando a Matrix e apenas 10% ao que está realmente acontecendo aqui-agora.

Muita energia é dispendida para combater os conteúdos gerados por esses programas egóicos em você. Viver sob constante ameaça da sua própria cabeça o torna refém dos centros primitivos cerebrais que o forçam a se comportar como um sobrevivente pronto para lutar ou fugir.

Tais situações dramáticas ficam o tempo todo entre você e a sua percepção da vida. Repare que neste contexto, você passa boa parte do tempo fora da realidade e passa a viver como se fosse apenas uma cabeça e não um todo integrado.

Quando você se debate com os dramas impostos pela cabeça você está apenas na sua cabeça desprovido da percepção do corpo. rainbow_matrix_by_genius_626-d6q1hqp

Vida é um campo infinito de possibilidades para que você se realize abundantemente.

Logo, você deve estar nela e não na sua cabeça.
Sem a influência da sua cabeça, você se torna um ser potencializado e energizado.

O segredo é aprender a se fixar em seu corpo.

Qualquer prática que o faça a se sentir no corpo poderá ser útil. Assim, você deixará de funcionar como apenas uma cabeça e passará a funcionar como um Todo integrado. Estar no corpo, presente, incorporado de si é a chave para desligar os programas em sua cabeça.

Como isso é possível?

Exercite a desaceleração. Escolha qualquer situação do seu dia para se permitir realizar algo de forma realmente mais focada e atenta. Na pressa você se ausenta. Agilidade não tem nada a ver com pressa.

Ao se desacelerar você ganha mais consciência, retorna para o corpo e volta a ser Todo.

Lembre-se, se o universo lhe fez eterno, isto significa que a evolução “pensa” em termos de longo prazo.

Paz e Consciência”
Publicação original

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=10201077740142256&id=1731019471&comment_tracking={%22tn%22%3A%22O%22}

 

Caminho certo de vida

Perguntas que podem mudar sua vida : Você sente que está no seu caminho certo de vida? Somos únicos, nossa vida foi diferente da de todos ao nosso redor. Nossas vivências, percepções, habilidades, talentos e valores, formam um conjunto totalmente diferenciado. De posse de tudo isso, você é a pessoa certa para algo único. Você já encontrou o seu caminho? Sua vida de realização pessoal e profissional? Se não encontrou, o que falta? Precisa de ajuda para encontrar? o life coaching é o processo ideal para isso. Não disperdice sua vida num caminho errado. Você tem escolha!
Ouça seu coração, ele está te dizendo se você está ou não no seu caminho!
Destaque5

Para onde você se move

” O mais importante da vida, não é a situação em que estamos, mas a direção para a qual nos movemos.” Oliver W. Holmes

25102013

O anjo da vida

anjodavidaConto de Walter Flex, do livro “Peregrino entre dois mundos”- adap. G.
Suwelack
“Duas mulheres, uma anciã e uma jovem viúva, estão sentadas em um quarto, na
penumbra.
Seus vestidos de luto fazem com que dos seus rostos e mãos emane uma pálida
claridade.
As mãos da jovem seguram o retrato do marido que acaba de perder a vida em um
acidente.
Tinham-no enterrado na manhã daquele dia.
Por muito tempo as duas mulheres ficaram sentadas, sem palavras e sem lágrimas.
Finalmente a anciã tira das mãos da neta o retrato do marido e diz em voz baixa:
– Filha, ouve o que quero dizer-te.
A jovem não responde , mas a anciã começa a falar;
– Quando Deus me deu o primeiro filho, aconteceu que ele ficou doente e eu,
sentada à noite ao seu lado, com uma mão no berço adormeci. Tive um sonho muito
estranho: detrás de uma cortina longa e densa saiu um anjo escuro e aproximou-se
do berço, querendo levar meu filho. Estendi logo as mãos sobre o berço e gritei:
– Não , Morte, Não te deixo levar meu filho!
O anjo sorriu e disse:
– Não me chamo Morte, chamo-me Vida ! Precisarei levar o teu filho. Ou preferes
trocar? Queres este em lugar do bebê!
Erguendo ele a cortina , saiu de lá um menino bonito e forte, de pele clara, olhos
azuis e cabelos louros em caracóis. Mas a mim era estranho e gritei:
– Não, não o quero ! Antes mata-me.
– Ninguém pode matar – replicou o anjo. – Precisas concordar com a troca ! Ou
preferes este?
O menino desapareceu e em seu lugar apareceu um jovem.
– Toma este! Vê como é belo, seus membros bem proporcionados, corpo e alma
com forças vibrantes.
– Não, Não! – gritei outra vez.
E o anjo disse:
– Mas este amarás com certeza.
E mostrou-me a imagem de umhomem de barba escura, bronzeado pelo sol e pelos
ventos.
– Não – voltei a gritar – nunca o amarei! Vou odiá-lo!
– Mas este aqui – o anjo continuou a argumentar comigo: era um velho de ombros
largos e cabelos grisalhos.
– Não, não, não ! Jamais trocarei. Vai embora e não toques no meu filhinho!
O anjo sorriu outra vez, dizendo:
– Certamente irás trocar e serás feliz. Vida e Morte são uma coisa só. A morte não
existe.
Assim dizendo, desapareceu.
Acordei trêmula, ao lado do berço do meu filho que estava dormindo tranquilamente.

Os anos passaram e eu fui trocando: o bebê pelo menino, o menino pelo jovem, o
jovem pelo homem, e o homem pelo velho. E fui me lembrando de cada um como o
tinha visto no sonho. O grisalho, tu o conheces: é meu filho, teu pai!
A anciã se calou. E a jovem viúva ergueu o retrato do marido, dizendo:
– Mas isso aqui não é troca, é roubo!
– Espera – disse a anciã – ainda não terminei.
Na noite seguinte o sonho se repetiu. Ví outra vez o menino, o jovem, o homem e o
velho e não quis saber nada deles. Mas, depois de mostrar- me tudo como na noite
anterior, o anjo disse:
– Até aqui era só por brincadeira. Agora precisas aceitar uma troca bem mais difícil:
aceita este em troca!
– Mas não vejo ninguém ! – exclamei.
– Não podes vê-lo – replicou o anjo.
– Mas também não ouço ninguém.
– Pois ele não se deixa ouvir – respondeu o anjo.
Eu tateava ao redor: – ninguém está aqui.
E o anjo disse: – tão pouco podes palpá-lo.
– Então zombas de mim?
– Não, tu não me entendes. Vou falar de outra maneira.Tu me darias os teus olhos
em troca do filho?
– Leva-os! – gritei.
Logo caiu uma escuridão profunda sobre mim, mas ouvia ainda a respiração
tranquila do meu filho, como se fosse uma brisa noturna deliciosa.
– Mas não é ainda suficiente – disse o anjo. – Dá-me a tua audição.
– Leva-a! – ordenei, e peguei o corpinho de meu filho com as duas mãos, beijando-o
ternamente.
– Mas ainda não é suficiente – exigiu o anjo novamente – dá-me todos os seus
sentidos.
– Leva-os todos! – gritei – e afundei no nada.
Onde está meu filho? Onde?
– Podes crer, ele vive. O que desaparece dos sentidos, nem porisso está morto. A
morte não existe! Deus criou só a vida. Entendes agora?
A estas palavras do anjo, acordei.
Muitas vezes tenho meditado sobre o que o anjo disse, e paulatinamente comecei a
compreender.
Somos servos dos nossos sentidos. Mas Deus, como Senhor dos mil sentidos,
consegue transformar o que amamos, mil vezes.
São transformações que não nos permite ver, nem ouvir, nem apalpar. É porisso que
falamos da morte. Mas a morte não existe. A vida rouba, e dá sem cessar. Atrás da
porta já espera uma outra formação, um outro ser. Se soubermos isto, qualquer
sofrimento poderá transformar-se em alegria antecipada!
A anciã calou-se.
Depois de algúm tempo a jovem viúva repousou a cabeça nas mãos da velha,
perguntando:
– Quem te ensinou tudo isso, amada avó?
– A vida, minha filha, a vida …
– Uma lágrima caiu sobre a cabeça da jovem, e a anciã acrescentou: – e a morte!”