Uma nova postura – construir um futuro melhor

podemos sim, individualmente assumirmos posicionamentos perante tudo que nos rodeia e através de pequenas ações melhorarmos o mundo a nossa volta, começando pelo nosso lar, nosso bairro, nosso círculo social,….. Podemos e devemos fazer a diferença.

O filme abaixo fala um pouco sobre isso.

Anúncios

Padrões e Princípios Éticos ICC – INTERNACIONAL COACHING COMMUNITY

International Coaching CommunityEste código estabelece os amplos princípios que são a base da ICC.
Princípios são códigos de conduta que serve de referência para um comportamento baseado em valores.

Os princípios procedem da lei comum, ou seja, eles não determinam o que o coach deve fazer, mas são uma referência, através da qual o coach pode se mover livremente.
Para se tornar membro da ICC, a aceitação deste código é um pré-requisito para todos os coaches.

Princípios Éticos:

A ética é um conjunto de princípios de ação que o profissional aplica a si mesmo, não advém de uma imposição externa; a recompensa ou sanção da ética está na própria ação.

Confiança

A confiança é um fator essencial em qualquer relacionamento de coaching.
O cliente tem de confiar no coach para que o coaching realmente funcione ao máximo.
A confiança se constrói com o tempo; o coach deve mostrar-se para merecer a confiança. Para merecer a confiança, o coach precisa mostrar-se competente e íntegro.

Confiança – Competência – o Coach

  • demonstra o máximo da sua capacidade com todos os clientes.
  • demonstra as competências essenciais (ver a seguir)
  • se esforça para estar atualizado sobre os progressos da metodologia do coaching.
  • está consciente do seu nível de conhecimento e sempre trabalha para melhorar suas habilidades.
  • está consciente de seus problemas pessoais e se assegura de não afetar negativamente a relação profissional de coaching com seus clientes.

Confiança – Integridade – o Coach

  • deve agir com coerência, honrar seus acordos e manter suas promessas.
  • manterá o material do cliente como confidencial, exceto nos casos em que o cliente autorizar ou quando disposto em lei.

Respeito pelo cliente – o Coach

  • tratará seus clientes com dignidade e integridade.
  • nunca se aproveita do cliente pessoal, sexual ou financeiramente.
  • deve pedir permissão para o cliente antes de usar o seu nome, ou sua opinião como referência.
  • não vai procurar impor suas próprias crenças, valores ou opiniões ao cliente.

Honestidade – o Coach

  • estará consciente do seu nível de conhecimento e qualificações e vai divulgá-las, negociá-las e apresentá-las de maneira honesta.
  • só vai aceitar um cliente quando perceber que as necessidades deste e as suas habilidades coincidirem

Ética Profissional – o Coach

  • não vai fazer nada que prejudique a compreensão ou aceitação geral do coaching como profissão.
  • não oferecerá nem insinuará resultados atingíveis graças ao coaching que não possam ser alcançados de forma congruente

Padrões da ICC:

Os padrões abrangem os princípios de ação que se aplicam aos outros, são o resultado evidente das suas ações que afetam os outros. Alguns princípios éticos também tem uma repercussão nos padrões, de maneira que se você não agir de acordo com a ética, você prejudicará os outros e seus interesses, e isso será evidente.

Competência – o Coach

  • dará o melhor de si para cada um de seus clientes, e demonstrará suas competências essenciais no seu coaching.
  • se esforçará para estar a par da melhor e mais atual prática de negócios, novas tecnologias, requisitos legais e padrões relacionados à profissão de coaching.
  • procurará melhorar e expandir seus conhecimentos através da leitura, contato com colegas e treinamento.
  • deve ter consciência de seus conhecimentos, seus pontos positivos e limitações, e só aceitarão trabalhos que se sintam capazes de executar.
  • Não afirmará resultados congruentemente inatingíveis, nem conhecimentos, referências ou qualificações que não possuam. Tampouco devem permitir que outras pessoas o façam em seu nome, formal ou informalmente

Confidencialidade e conflito de interesses –

  • O material do cliente será sempre confidencial, salvo quando o cliente autorizar de maneira diversa ou estiver disposto em lei, ou por qualquer outra razão premente, como o prejuízo iminente de outras pessoas.
    O material pode ser verbal, quando pronunciado nas sessões presenciais, ou tecnológico, quando pronunciado pelo telefone, por computador, ou pela secretária eletrônica.
  • Sempre que possível, o coach não assumirá compromissos profissionais onde relacionamentos preexistentes possam gerar conflito de interesses.
    Se tal conflito correr, o coach fará o melhor que puder para resolver o problema conforme o estabelecido nestas diretrizes.
  • Os coaches podem usar o material do cliente nos cursos, na forma escrita, sempre que o cliente não for, de nenhuma forma, identificado
  • O coach demonstrará ao cliente todos os honorários que receber de terceiros graças a indicações ou conselhos que der a respeito do  cliente.
  • Quando for necessário, o coach cooperará com outros profissionais para ajudar o cliente, sempre que este assim o permitir.
  • Quando o coach for requisitado para fornecer seus serviços a pessoas  ou entidades a pedido de terceiros, avaliará cuidadosamente o relacionamento entre os dois e decidirá se há conflito de interesses em relação aos papéis diferentes do coach ou questões de confidencialidade.
  • O empregador de um coach não pode ser o mesmo do seu cliente (por exemplo, quando uma empresa contrata e paga um coach para fazer coaching com uma ou mais pessoas da empresa). Nesses casos, o coach esclarecerá de antemão com o cliente e o empregador o feedback que ambos darão ao empregador, de que forma e quais os resultados que o empregador espera. O coach, o cliente e o empregador se assegurarão de chegar a um acordo antecipadamente e de não infringir a confidencialidade ou confiança do cliente. Se todos não chegarem a um acordo; o coach recusará o trabalho.

Venha fazer coaching, inscreva-se pelo e-mail contato@andrea.bertoncel.com.br ou pelo cel 9806.6308

Encontrar a Motivação

Voce está cheio de sonhos,

vive sonhando acordado,

sabe bem o que quer fazer, e, até o que tem que fazer.

Mas os dias passam e você percebe que não fez nada para alcançá-los.

Aí fica se culpando, e não entende por que você mesmo se burla, se sabota.

A questão aqui pode ser de motivação – motiva_ação. Isso mesmo, encontrar o que vai motivá-lo a agir.

Mesmo que você acredite que vai atingir e que sabe bem o que quer, enquanto não parar e refletir questões claras como :

Por que isso é importante para mim?

Se eu realizar essa meta, o que isso me trará?

O que terei conquistado?

Não encontrará os valores internos que estão por traz da meta e que conduzem você à ação.

Faça essas questões repetidas vezes , até sentir que encontrou o motivo real em realizá-las.

Valores nos dão a energia necessária para fazer o algo além que nos conduzirá até a meta.

Não costumamos dar muita importância em descobrir quais são os valores e princípios que nos conduzem pela vida, mas , uma coisa é certa:  quando alguém viola algum de nossos valores internos, isso nos tira do sério.

Valores são expressos de forma abstrata , por exemplo: honestidade, amor, integridade, liberdade, espiritualidade, saúde, felicidade, família, lealdade, amizade,….

Cada pessoa tem seu próprio conjunto de valores que são a base de sua conduta na vida,

Quando temos uma meta, precisamos descobrir qual foi o valor interno que nos inspirou  a estabelece-la e aí, encontraremos o motivo que nos levará a realizá-la.