Teoria de tudo

Capa_teoria_2.inddIndicação de filme e livro: A Teoria de Tudo

Como diz Michel Dooley, felicidade é um sentimento autonomo, isto é, não depende de fatores externos para tê-la.

Stephen Hawking tem todos os motivos para se achar infeliz e se colocar no papel de vítima, porém escolhe viver o melhor que puder, acreditar e se adaptar as circunstâncias e ainda mais, deixar um legado cientifico ao mundo.

Um enome exemplo de alguem que não acreditou quando o médico deu 2 anos de vida a ele e está hoje com 72 anos. Que não se importou com o que os outros falavam sobre sua aparência ou estilo de vida e que foi firme todas as vezes que mudou de ponto de vista científico, entendendo que  flexibilidade é um recurso fundamental para a evoluir. Recomendo muito a leitura desse livro ou a assistir o filme.

Ficha técnica do livro

SINOPSE

Originalmente um jovem ativo e saudável, Hawking recebe um arrasador diagnóstico aos 21 anos de idade, bem quando conhece e se apaixona por Jane Wilde, também estudante de Cambridge. Com Jane lutando incansavelmente a seu lado, Stephen inicia seu mais ambicioso trabalho científico, estudando aquilo que lhe é mais precioso e que pouco lhe resta – o tempo. Juntos, eles desafiam obstáculos, realizando muito mais do que alguém seria capaz de imaginar.

Ficha técnica do filme em DVD

Anúncios

Autoestima

autoestimaAs vezes, por circunstâncias da vida, passamos a sentir culpa, a nos sentirmos menores, a nos depreciar, e isso vai corrompendo nossa autoestima. Isso decorre por falta de entendimento de:

– nem sempre tudo que dizem para nós é verdadeiro e deve ser ouvido

– não existe erro, todo aprendizado passa por momentos de dificuldade e superação  então não se menospreze, aprenda e siga em frente.

Deixo aqui uma reprogramação mental para que você recupere sua autoestima

saude e sucesso

 

Eventos março e abril de 2015

Agora com mais uma data de constelação sistemica. Inscreva-se!!!agenda março 2015-1

Somente o necessário: Excessos costumam ser mais prejudiciais que as faltas  

por Carlos Hilsdorf


APRENDA A VIVER COM SIMPLICIDADEEmbora as pessoas reclamem com imensa frequência daquilo que não possuem, existe outra questão que merece toda a nossa atenção: aquilo que possuímos em excesso.

Aliás, os excessos costumam ser mais prejudiciais que as faltas, mas demoram mais para serem percebidos. As faltas nós notamos imediatamente, os excessos só quando despertam a nossa consciência.


Comemos em excesso (observe você mesmo), trabalhamos em excesso (anda cansado, não é?), guardamos coisas em excesso (dê uma olhada em suas gavetas), nos importamos em excesso com a opinião dos outros… Há um excesso de preocupações e acúmulo de “gorduras” em diversas áreas de nossas vidas.

Em geral, possuímos mais do que necessitamos para ser feliz, mas continuamos insistindo na desculpa de que não somos felizes porque nos falta alguma coisa. E de fato falta: falta assumirmos um estilo de vida mais franco, sincero e liberto.

Tudo o que temos em excesso demanda tempo e energia para ser administrado. Roupas demais, CDs demais, bagunça demais, lembranças demais (fique com as que valem a pena, pelo aprendizado ou felicidade que trouxeram), compromissos demais, pressa demais.

Todos nos beneficiaremos com a prática de determinado nível de minimalismo (sem excessos, porque isso também pode ser demais). Podemos reinventar nossa maneira de viver para viver com o necessário. Não precisa ser o mínimo necessário, pode haver algumas sobras, mas sem os exageros de costume.

Viver melhor com menos. Isso traz uma sensação de leveza e felicidade tão maravilhosa que todos devemos, ao menos, experimentar. Na melhor das hipóteses, aprendemos e adotamos um novo estilo de vida.

Quem está em processo de mudança, reconhece rápido o quanto acumulou de coisas em excesso, e aprende que pode viver tão bem, ou melhor, com muito menos!

Se vamos acampar, somos felizes apenas com uma mochila…

Liberte-se dos excessos de todo o tipo: excesso de informação (aliás, muita coisa é só ruído, nem mereceria sua atenção); excesso de produtos e serviços (consumismo é uma válvula de escape para não olharmos para nossa própria existência e para o vazio que buscamos inutilmente preencher com compras); excesso de relacionamentos (nem todos valem a pena, não é verdade?). Viva mais com menos, experimente algum nível de minimalismo. Permita-se sentir-se livre dos acúmulos e excessos.

Nada é mais gratificante que a liberdade, a sensação de que você se basta sem precisar de um arsenal de coisas, sons e cores a seu redor. Dedique-se a experimentar essa libertadora sensação. Quem sabe viver com pouco, sempre saberá viver em quaisquer situações, mas aqueles que só sabem viver com muito, nas mínimas provações e ausências sofrem e se desesperam. Esses últimos se confundiram com seus excessos… e na falta deles, não se reconhecem.

Nunca sabemos se viveremos com o que temos, com mais ou menos no dia de amanhã, mas se aprendermos a viver com o que é essencial, viveremos sempre bem.

Todo excesso é energia acumulada em local inapropriado, estagnando o fluxo da vida. Excesso de excessos corresponde à falta de si mesmo. E se o que te falta é você, nada poderá preencher esse vazio…

 

 

Quais os benefícios do coaching?

Para o indivíduo:

beneficios do coaching de vida

  • maior controle sobre a sua vida.
  • maior confiança, flexibilidade e criatividade.
  • maior equilibrio e qualidade de vida.
  • maior felicidade e satisfação nas diversas áreas da vida.
  • maior autoconhecimento e dominio frente as circunstâncias que a vida traz.
  • clareza de objetivos e metas
  • aprendizado de como reconhecer e superar os obstáculos e de como criar automotivação
  • consciência e congruência com seus valores internos
  • maior eficiência e competência profissional e pessoal
  • habilidade em lidar com o stress de maneira positiva.
  • maior eficácia em periodos de transição ou mudanças, culturais e empresariais.
  • visão de longo prazo, criando foco e direção em sua vida
  • consciência real dos seus pontos fracos, limitadores do desempenho e de como podem ser melhorados e dos pontos fortes, propulsores da aplicação das competências.
  • clareza sobre suas potencialidades e necessidades de desenvolvimento, incentivando-o a querer aprender continuamente.
  • maior pro-atividade, disciplina e concentração com relação ao que quer alcançar
  • consciência e preparo para criar sua biografia futura de acordo com sua essência
  • e para não sabe o que quer, é o processo ideal para encontrar seu propósito de vida

Para uma organização:

  • é o melhor custo-benefício perante os resultadosbeneficios do coaching para a empresa e o executivo alcançados.
  • é um investimento que produz um alto desempenho nos negócios.
  • é a maneira mais eficaz de desenvolver competências para obter um melhor desempenho dos profissionais cruciais e das equipes de trabalho.
  • é uma prova do compromisso de uma empresa com o desenvolvimento de seu pessoal e contribui para uma cultura organizacional de apoio com alto moral, retendo talentos.
  • provoca melhora significativa no trabalho em equipe e de produtividade
  • há uma retenção maior dos executivos que receberam coaching

Os executivos adquirem:

  • Melhora na comunicação e relacionamento com os colegas
  • Maior satisfação com o trabalho
  • Maior facilidade na resolução de conflitos
  • Maior comprometimento com a organização
  • Maior clareza de sua carreira, de suas potencialidades e deficiências e de como superá-las.

O coaching leva você a ser o melhor que pode chegar a ser, a partir de seus valores internos e não por pressões ou solicitações externas. Por isso é gratificante e transformador.