Reunião do dia 22 de outubro

Os debates estão bem interessantes e o horário tem se extendido a pedido dos participantes. Ontem o tema foram as convicções e crenças e como alterá-las.

Segue abaixo um pequeno resumo.

Grupo de estudos 8cap 4

Próxima reunião será no dia 29 de novembro às 20h00 –  capítulo 5 do livro –
A mudança pode acontecer num instante

Saude e sucesso a todos

Share this:

Anúncios

Reunião do dia 17 de setembro

Nosso grupo é bem interessante. A cada reunião temos uma composição diferenciada de pessoas. Isso traz uma dinâmica maior nos debates. Ontem foi muito agradável. Até quisemos prolongar um pouco a reunião e nos estendemos até mais de 22h30.

O tema convicções e crenças mexe muito com nossas raizes interiores provocando insights e reflexões profundas.

Segue abaixo um pequeno resumo.

Grupo de estudosreunião 7cap 4

Próxima reunião será no dia 22 de outubro às 20h00 –  restante do capítulo 4 do livro – Como mudar nossas convicções – temos bastante tempo para reler.

Saude e sucesso a todos

Acreditar

No que você anda acreditando?

“Nossas convicções são como ordens inquestionadas nos dizendo como são as coisas, o que é possível ou impossível, o que podemos ou não fazer. Por isso é fundamental mudar os sistemas de convicções para realizar qualquer alteração real e duradoura em nossa vida. ”
Anthony Robbins

Usando sua intuição

Quando temos que fazer uma escolha, naturalmente analisamos todas as opções envolvidas, o que iremos perder o ganhar perante cada uma delas, o que sentimos ao imaginarmos aquela opção aceita, até que, num dado momento, surge uma certeza interior, do que deve ser feito.
Essa certeza, esse calorzinho de segurança sobre o que fazer, chama-se intuição.

Pode surgir em diversas situações e momentos. Quando voce está fazendo uma compra, quando conhece alguém, quando faz um negócio ou qualquer outro tipo de escolha que tenha a fazer.

Aprenda a ouvir mais a sua intuição, pois como diz a imagem ao lado,”intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido”. Ela nos indica o caminho correto, e quando ela surgir, firme e forte, não hesite, siga-a.

Porém, não confunda intuição com suas convicções, crenças ou temores.
A intuição é livre, forte, corajosa, não conhece pre-conceitos ou idéias pré-concebidas, é assertiva no sim e no não. A sensação é outra.
Se você já teve uma dessas, sabe do que estou falando, se não teve, ouça mais o seu interior e verá.

 

Saiba que você não sabe

suas crenças determinam a sua realidade

“Fazia um dia lindo, típico do sul da Califórnia. Sentado no pátio da casa do meu amigo, sob a sombra de uma árvore enorme, bebericando uma cerveja mexicana das boas…. Era como se o verão fosse eterno.
A minha amiga me ofereceu uma rodela de limão para a minha cerveja – de um pequeno limão de casca verde apanhado da tal árvore. O gosto daquela fruta era “peculiar” , disse ela – talvez fosse algum tipo exótico de limão.
Não pensamos mais a respeito disso pelos próximos 4 meses seguintes, até que um dia ela aparece correndo no meu escritório para contar que o limoeiro estava de fato passando por uma crise de identidade. Aquelas pequenas frutas verdes eram, na verdade, laranjas bem novinhas!

Essa experiência mudou a vida da minha amiga. Se assumimos certas coisas como verdadeiras – que tal árvore é um limoeiro, por exemplo -, então tudo o que segue fica afetado por esse postulado.

É crucial  manter a mente aberta quando alguma coisa, por alguma razão, não parece se encaixar. Ouça suas entranhas. São as melhores aliadas para abordar qualquer  desafio.”

Bruce Vaughn – diretor executivo de pesquisa e desenvolvimento Disney