Época do Natal

natal2012

A todos um Natal de Paz e Fraternidade!!!

Estaremos em férias no período de 19/12/2012 à 08/01/2013.
Mas temos muitas novidades para  o Ano que vem, aguardem !!!

Andréa

Se eu souber no que acredito, isso mudará alguma coisa?

Já ouvi de alguns clientes, em geral, no início do processo de coaching, questões interessantes, como:

– se eu souber no que acredito e no que quero acreditar, isso mudará alguma coisa?

– se eu quiser efetivamente viver meus valores , serei bem sucedido no mundo de hoje?

– se eu ficar focado no positivo, isso me ajudará a trazer sucesso?

– se eu mudar, meu mundo mudará?

Quero deixar aqui um exemplo de que pensamentos sim, são o esteio do que construímos e conquistamos, e que autoconhecimento e decisão de vivenciar nossos valores é que fazem de nós únicos e plenos de significado.

Aproveitando o evento dessa semana, coloco abaixo algumas frases de Barack Obama. (Sem qualquer foco político, mas sim na pessoa que ele demonstra ser)

“Se não estivermos dispostos a pagar um preço por nossos valores, se não estivermos dispostos a fazer alguns sacrifícios para realizá-los, então deveríamos nos perguntar se realmente acreditamos neles. ” Barack Obama

 

 

 

 

 

 

“Eu estou nesta corrida não apenas para ter um escritório, mas para me juntar a vocês e transformar uma nação. ” B.Obama

“Vamos reconhecer o que nos une além das fronteiras e forma a força deste país abençoado. Vamos abraçar nossa história e nosso legado. ” B.Obama

“Temos uma história a contar que não é apenas contra alguma coisa, mas é por alguma coisa.” B.Obama

 

 

A raiva!!

Quando percebemos que podemos desenvolver um ajuste nos nossos pensamentos e sentimentos, a vida toda se transforma.  Vemos como, na realidade, éramos nós, através desses pensamentos e sentimentos que nos estávamos massacrando, e não a realidade externa. Muitas vezes, um pequeno evento que ocorre pela manhã, pode nos fazer ficar sentindo raiva e ter pensamentos ruins o dia todo. Mas, o evento ja foi, nem existe mais, e pode ter sido pontual, resultado do sentimento momentâneo de outra pessoa.

Nesse sentido, deixo aqui uma linda frase de Buda a esse respeito.

Ho’oponopono

Em Havaiano, Ho’o significa “causa”, e ponopono quer dizer “perfeição”,
portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”.
Você pode através desse sistema se livrar das recordações que tocam repetidamente na sua mente (aquela conversa mental interna incessante – principalmente depois de situações estressantes e desagradáveis) e encontrar a Paz.
Sem os pensamentos se repetindo, sem crenças limitadoras, sem condicionamentos, sem as lembranças dolorosas, um espaço vazio se abre dentro de você.
O Ho’oponopono lhe permite soltar estas recordações dolorosas, que são a causa de tudo que é tipo de desequilíbrios e doenças. Na medida em que a memória é limpa, pensamentos de origem Divina e Inspiração ocupam o vazio dentro de você.
A única coisa que devemos fazer é limpar; limpar todas as recordações, com quatro simples frases que abrangem tudo:

Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.

Lembrem-se, um problema é uma memória repetindo uma experiência do passado. O Ho’oponopono é um apelo a Divindade para cancelar as memórias que estão se repetindo como problemas. O Dr. Len mantém essa frase em mente sempre; “A paz começa comigo”, é o que ele procura praticar embora ainda tropece vez ou outra.

Com o Ho’oponopono estamos assumindo a responsabilidade pelas memórias que compartilhamos com as outras pessoas.
Ser 100% responsável é um caminho de pedras, por ser o intelecto tão insistente. Quando nos ocorre um problema o intelecto sempre busca alguém ou alguma coisa para culpar. Insistimos em procurar fora de nós a origem dos nossos problemas.

A quem pertence o presente

O MESTRE DA PACIÊNCIA – lenda de autor desconhecido


Conta a lenda que um velho sábio, tido como mestre da paciência, era capaz de derrotar qualquer adversário.

Certa tarde, um homem conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu com a intenção de desafiar o mestre da paciência. O velho aceitou o desafio e o homem começou a insultá-lo. Chegou a jogar algumas pedras em sua direção, cuspiu em sua direção e gritou todos os tipos de insultos.

Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. 
No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o homem se deu por vencido e retirou-se. Impressionados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade. O mestre perguntou:
– Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?
– A quem tentou entregá-lo. Respondeu um dos discípulos.
– O mesmo vale p/ a inveja, a raiva e os insultos. Quando não aceitos, continuam pertencendo a quem os carregava consigo. 

A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem lhe tirar a calma…..a não ser que você permita!!!!!!

Ao meu ver, o mesmo ocorre com os demais sentimentos, como a felicidade, ser ou não ofendido, ser ou não magoado. O controle sobre nossas emoções é um dos tesouros para a conquista do sucesso.