6 passos para começar a mudar a sua vida

Você quer mudar, sabe que algo não vai bem, quer sentir que é o protagonista e criador de sua vida.

Não tem idéia de por onde começar?

Vou te ajudar com isso

O primeiro ponto que você deve seguir com muita atenção é o processo de eliminação e limpeza.
SIGA ESSA ORDEM.

  1. Comece por arrumar sua casa e seu local de trabalho.
    Ao organizar as coisas pense “ gosto desse objeto?” “ele faz eu me sentir bem?” se for algo bom, guarde e agradeça interiormente sentido como é bom tê-lo, se for algo que ter traz lembranças ruins ou sensação pesada, simplesmente jogue fora, mesmo que seja algo que guarda a séculos por que foi alguém carinhoso que deu. Se a energia do objeto não é boa, desfaça-se dele.
    Procure ter um sentimento de gratidão por tudo que você tem (mesmo que você ainda não esteja satisfeito com isso). Se frases ou sentimentos vierem a sua mente, escreva em seu caderno coaching, depois trabalharemos isso.
    Cuidado com alguns pensamentos, quando você guarda algo com medo de precisar no futuro, está atraindo escassez para sua vida. Desfaça-se, venda, doe, e quando precisar compra um novinho.
    Olhe para suas coisas, o que tem a ver com quem você está se tornando? O que não tem a ver? É algo que posso mudar agora? Dar uma outra cor, mudar de lugar, de comodo? Divirta-se, fique feliz com isso.
    Sugiro a leitura do livro: ” A mágica da Arrumação” de Maria Kondo
  2.  Perdão – Agora vamos aprofundar: faça uma lista das pessoas de que você guarda mágoas, pode ser uma grande lista – pequenas e grandes mágoas, rancores, invejas, ofensas,…. coisas que você ouviu a vida toda e que te atormentam, te deixam preso ao chão. Não te permitem voar. Perdoar não é esquecer, é se livrar da emoção que você tem arrastado toda sua vida.
    Adicionei aqui uma ferramenta de perdão do Coach Kau Mascarenhas

  3. Como estão os seus relacionamentos 
    Você consegue ser amoroso com as pessoas ao seu redor?, mesmo os mais desafiadores? EFT – Emotional Freedom Techniques – resumida
    Faça uma lista das qualidades dos que os rodeiam e comece a falar para as pessoas ou ao menos se lembre dessas qualidade delas, quando estiverem por perto.
    Se você não se d´á bem com alguém, lembre-se que essa pessoa está fazendo o melhor que pode, SIM ESTÁ, dentro da compreensão dela, quando tiver que se relacionar com essa pessoa, vibre mentalmente o ho’oponopono – sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. Isso cria uma energia de neutralidade, de solução, de amor.
  4. E o que você tem que perdoar a si mesmo?
    Faça uma lista e aqui você pode usar a tecnica do perdão acima, ou o ho’ponopono.
  5. Âmbitos familiares mal resolvidos, sensação de aprisionamento, de estancamento, pensar em alguém da família do presente ou do passado e sentir uma energia muito ruim, aconselho que faça uma ou mais sessões de Constelação Sistêmica.(tecnica criada por Bert Hellinger)
  6. A imagem que tem de si mesmo:
    Como você se vê você?
    quais os conceitos que tem sobre si mesmo, se tiver algo negativo, anote.
    Se vier uma imagem escura, sem cor, provoque mentalmente a luz e a cor.
    Comece também a anotar pensamentos e crenças negativas recorrentes.
    Hábitos que você quer eliminar, fobias, medos.
    Você pode iniciar essa limpeza usando EFT – Emotional Freedom Techniques

    Mas lembre-se de se amar como é com as coisas que quer melhorar em você também.
    Quando você muda, sua vida muda, dedique-se a essa limpeza com muito amor e dedicação.

    Esse é apenas o começo. Mas é a parte mais desafiadora e fundamental.

    Qualquer duvida, entre em contato.

    Se não conseguir sozinho, agende uma sessão sem compromisso, eu te auxilio a caminhar rumo a uma vida mais leve e feliz.

Anúncios

E agora? o que vai querer dizer?

gangesAconteceu: Buda estava sentado embaixo de uma árvore falando aos seus discípulos. Um homem se aproximou e deu-lhe um tapa no rosto. Buda esfregou o local e perguntou ao homem…

– E agora? O que vai querer dizer?

O homem ficou um tanto confuso porque ele próprio não esperava que, depois de dar um tapa no rosto de alguém, essa pessoa perguntasse: “E agora?” Ele não passara por essa experiência antes. Ele insultava as pessoas e elas ficavam com raiva e reagiam. Ou, se fossem covardes, sorriam, tentando suborná-lo. Mas Buda não era nem uma coisa nem outra; ele não ficara com raiva nem ofendido, nem tampouco fora covarde. Apenas fora sincero e perguntara: “E agora?” Não houve reação da sua parte.

Os discípulos de Buda ficaram com raiva, reagiram. O discípulo mais próximo, Ananda, disse:

– Isso foi demais: não podemos tolerar. Buda, guarde os seus ensinamentos para o senhor e nós vamos mostrar a este homem que ele não pode fazer o que fez. Ele tem de ser punido por isso. Ou então todo mundo vai começar a fazer dessas coisas.

– Fique quieto – interveio Buda – Ele não me ofendeu, mas VOCÊ está me ofendendo. Ele é novo, um estranho. E pode ter ouvido alguma coisa sobre mim de alguém, pode ter formado uma idéia, uma noção a meu respeito. Ele não bateu em mim; ele bateu nessa noção, nessa idéia a meu respeito; porque ele não me conhece, como ele pode me ofender? As pessoas devem ter falado alguma coisa a meu respeito, que “aquele homem é um ateu, um homem perigoso, que tira as pessoas do bom caminho, um revolucionário, um corruptor”. Ele deve ter ouvido algo sobre mim e formou um conceito, uma idéia. Ele bateu nessa idéia.

“Se vocês refletirem profundamente”, continuou Buda, “ele bateu na própria mente. Eu não faço parte dela, e vejo que este pobre homem tem alguma coisa a dizer, porque essa é uma maneira de dizer alguma coisa: ofender é uma maneira de dizer alguma coisa. Há momentos em que você sente que a linguagem é insuficiente: no amor profundo, na raiva extrema, no ódio, na oração.

Há momentos de grande intensidade em que a linguagem pe impotente; então você precisa fazer alguma coisa. Quando vocês estão apaixonados e beijam ou abraçam a pessoa amada, o que estão fazendo? Estão dizendo algo. Quando vocês estão com raiva, uma raiva intensa, vocês batem na pessoa, cospem nela, estão dizendo algo. Eu entendo esse homem. Ele deve ter mais alguma coisa a dizer; por isso pergunto: “E agora?”

O homem ficou ainda mais confuso! E buda disse aos seus discípulos:

– Estou mais ofendido com vocês porque vocês me conhecem, viveram anos comigo e ainda reagem.

Atordoado, confuso, o homem voltou para casa. Naquela noite não conseguiu dormir. (…)

Na manhã seguinte, o homem voltou lá e atirou-se aos pés de Buda. De novo, Buda lhe perguntou:

– E agora? Esse seu gesto também é uma maneira de dizer alguma coisa que não pode ser dita com a linguagem. (…) – Voltando-se para os discípulos, Buda chamou: – Olhe, Ananda, este homem aqui de novo. Ele está dizendo alguma coisa. Este homem é uma pessoa de emoções profundas.

O homem olhou para Buda e disse?

– Perdoe-me pelo que fiz ontem.

– Perdoar? – exclamou Buda. – Mas eu não sou o mesmo homem a quem você fez aquilo. O Ganges continua correndo, nunca é o mesmo Ganges de novo. Todo homem é um rio. O homem em quem você bateu não está mais aqui: eu apenas me pareço com ele, mas não sou mais o mesmo; aconteceu muita coisa nestas vinte e quatro horas! O rio correu bastante. Portanto, não posso perdoar você porque não tenho rancor contra você.

“E você também é outro”, continuou Buda. “Posso ver que você não é o mesmo homem que veio aqui ontem, porque aquele homem estava com raiva; ele estava indignado” Ele me bateu e você está inclinado aos meus pés, tocando os meus pés; como pode ser o mesmo homem? Você não é o mesmo homem; portanto, vamos esquecer tudo. Essas duas pessoas: o homem que bateu e o homem em quem ele bateu não estão mais aqui. Venha cá. Vamos conversar.”

Permita-se sentir apenas o que há de melhor

natal 2014AB

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesse Natal, permita-se sentir apenas o que
há de melhor:”Perdão, aceitação, acolhimento, fraternidade, paz,
gratidão, felicidade, harmonia, amor, conexão…

Boas Festas, Andréa
‪#‎emocoesboas‬ ‪#‎amor‬ ‪#‎felicidade‬ ‪#‎natal‬ ‪#‎espaçoAB‬ ‪#‎andreabertoncel‬

Confiar nas pessoas

33681405Muitas coisas que acontecem na vida podem criar em nosso interior um processo de autodefesa que constrói uma natural desconfiança para com as demais pessoas.
Pessoas que passaram por situações de relacionamento  pessoal, profissional, amoroso e que foram traídas, enganadas ou tiveram uma percepção errônea da circunstância, tendem a desconfiar dos outros. A generalizar, atitudes que são pontuais.

Hoje quero deixar a vocês um importante texto para reflexão que recebi do Coach Mauricio de Freitas.
 
“Confiar nas pessoas

Há muitas pessoas que temem confiar em outras pessoas por causa de experiências negativas e decepções do passado, não é mesmo?

No entanto, é muito importante superar isso.
Talvez você esteja se perguntando: “_Por que é tão importante superar o medo e ser capaz de confiar nas pessoas?”
Porque enquanto não formos capazes de confiar nas pessoas que merecem nossa confiança, seremos também incapazes de vivenciar relacionamentos satisfatórios, com verdadeira proximidade e entrega.
Pode ser que você se pergunte: “_E por que é tão importante ter relacionamentos com proximidade e entrega?” Porque se formos incapazes de confiar nas pessoas, não nos permitiremos realizar plenamente nosso potencial na vida amorosa, familiar, profissional, social, espiritual, etc. Afinal, nossa vida se conecta a dos demais e nossa felicidade no planeta é construída coletivamente.”
Perdoe, liberte-se e confie.

 

Para o dia das mães

Ame, compartilhe, apoie, harmonize, perdoe, compreenda, por que mãe, não dura para sempre!

Aproveite o convívio com sua mãe. Se ele não for dos melhores, há uma razão.
Tenha a certeza de que ela está fazendo o melhor que poder perante suas
vivências do passado. E estou certa de que você também está fazendo o
melhor que pode. Falo com o coração aberto, eu tive muitos conflitos com
minha mãe e hoje, gostaria muito de tê-la ao meu lado, e de ter me harmonizado
com ela a mais tempo. Por isso, não perca tempo, divirta-se ,ame, curta, suplante
seus conflitos e dores com ela, por que ela não irá viver para sempre!!!

mae