As borboletas transparentes

Para essa época  de reflexão e renascimento, deixo uma pequena história do livro “Histórias, reflexões e metáforas” de Jairo Mancilha e José  Carlos Reyes

pascoa22014“No princípio todas as borboletas eram transparentes.

Moravam em um território agreste, sem cor e sem a oportunidade de diferenciarem-se umas das outras. Também não conheciam o sentido da beleza. Muitas delas permaneciam inertes, deitadas sobre as  pedras, esperando que o vento lhes trouxesse algum alimento.

De repente, um dia, um raio de sol conseguiu atravessar as nuvens, deixando entrever o cume das montanhas. Muitas das borboletas, pela primeira vez, divisaram o portal de arco-iris que se erguia sobre o pico mais alto e também pela primeira vez sentiram a necessidade de  chegar até o Criador, imaginando que ele morava atrás do arco-íris.

Então, levantaram vôo.

Fortificando suas asas, muitas delas chegaram ao alto da montanha, onde conheceram a beleza da natureza, escutaram belas melodias, o canto das aves, o refrescante som das cachoeiras e se sentiram atraídas pelo aroma das flores.pascoa2014

Ao chegar à noite preferiram pousar entre as pétalas misturando-se com o pólen e dormiram satisfeitas.

Ao amanhecer, sentiram uma sutil umidade. Era o carvalho da madrugada e, assim, cada uma adquiriu a cor da flor aonde havia pousado.

Com as asas fortalecidas e gratas à vida, transportaram o pólen criando novos jardins em outros horizontes.”

José Carlos Reyes

 

Anúncios

Aceitação torna-se transformação

“Aceitação torna-se transformação. A rejeição nunca transforma nada. A rejeição apenas reprime; e aquilo que é reprimido se torna mais poderoso. Aquilo se move para as suas raízes, para seu inconsciente, para bem lá no fundo você; e começa a funcionar de lá. E dessa escuridão do inconsciente aquilo se torna mais poderoso. Agora, você não pode aceitá-lo, porque você nem sequer está consciente daquilo… A aceitação traz tudo para cima… Não há necessidade de reprimir.

Um milagre acontece quando você aceita a verdade. A própria aceitação o transforma. Através da rejeição você ficará aleijado. Aceite tudo – seja o que for. Não condene, não tente escapar. Se você tenta rejeitar, escapar você terá que fragmentar seu “ser” em departamentos, em fragmentos, em partes. E você fica aleijado. Apenas consegue-se ser feliz, quando se é integro. Ser fragmentado é ser incompleto e enfermo.
Você sabe que é avarento, você sabe que tem raiva, você sabe que é sexual e você aceita tudo isso como fatos naturais, sem nenhuma condenação. Não há necessidade de suprimi-los. Eles vêem para superfície da mente e, da superfície da mente, eles podem ser jogados para fora muito facilmente. Do centro profundo eles não podem ser jogados para fora. E quando eles estão na superfície, você está sempre consciente deles; mas quando eles estão no inconsciente, você se torna inconsciente.
A mudança começa quando você aceita um mesmo padrão. Então você já está mudando. Não condene, e virá a compaixão. Uma mente que não condena terá compaixão; uma mente que não condena terá uma aceitação profunda. A pessoa saberá que assim que a humanidade é; e assim que eu sou!”

OSHO

O que é coaching? video

Aprenda mais sobre esta poderosa ferramenta de desenvolvimento humano.

Mudando para Melhor

Indicação de livro:

De forma multimídia ( metáforas, textos, poesias, desenhos) e altamente didática discorre sobre o processo de autonhecimento e mudança.
Deliciosa leitura complementada por exercícios e meditações.
Nome do Livro: Mudando para melhor – programação neurolinguística e espiritualidade
Autor: Kau Mascarenhas
Editora: Altos Planos
Categoria: autoconhecimento
I.S.B.N.: 85-99818-01-5
Acabamento : Brochura
edição : 1 / 2006
idioma : Português
país de Origem : Brasil
Número de Paginas : 205

Sinopse:Que ferramentas utilizar para promover o autodescobrimento e o desenvolvimento espiritual? Como aprender a mudar sem traumas, tirando proveito do dinamismo inerente à vida? A programação neurolingüística vem sendo a cada dia mais estudada e respeitada em todo mundo como poderoso instrumento para o autoconhecimento e a transformação. Através de diálogo franco e aberto, exercícios e visualizações, o autor nos auxilia a encarar a mudança como fato positivo e a estruturá-la em bases sólidas. Perdoar está difícil? A PNL recomenda dividir o desafio em etapas para conquistar o intenso passo a passo. Ser feliz parece algo muito distante? Estabelecer objetivos e traçar estratégias a fim de alcançá-los pode ser um método eficaz para obter pequenas vitórias no dia-a-dia.

Recado do lago

Sou um lago que reflete o azul do céu,

embora não seja o céu.

Mesmo sendo lago, tenho o sol em meu espelho,

tenho as nuvens em minha superfície,

 tenho a lua e as estrelas me adornando.

Vou mudando de forma, continuamente,

a depender da estação do ano.

Posso tornar-me menor ou maior,

mais calmo ou mais movimentado,

mais cristalino ou com águas mais turvas.

O mais importante é a riqueza que guardo em meu interior,

os peixes que abrigo, a vida que habita ao meu redor,

as flores que permito existir às minhas margens e

as aves que vêm se encontrar e brincar em minhas águas.

Nunca serei o mesmo e sempre serei eu mesmo.

Não temo a mudança – eu a abençôo.

E quando, mais tarde, deixar definitivamente de ser lago,

minha água habitará o oceano ou o mais profundo veio da terra;

meu leito será, talvez, uma floresta;

 e minha memória estará eternizada em todos

os que se beneficiarem com o meu ser inconstante.

Texto extraído do livro Mudando para melhor – Kau Mascarenhas .